• Ádila Lopes

Um upgrade tecnológico?

Dos erros que quase todos cometemos e, repetidas vezes, destaco dois sobre os quais gostaria de dialogar

Antes de investir energia e recursos na construção de soluções tecnológicas digitais

  • Restringir transformação digital ao campo exclusivo da aplicação de ferramentas.

  • Encarar transformação digital como ativo apenas de grande negócios.

Nada mais controverso que isso, quando a atitude e concepção mental de gestores de negócios e colaboradores são muito mais poderosas e efetivamente transformadoras.


Há soluções possíveis, e prontas, para serem aplicadas a quase todos os problemas do mundo. E conhecimento para construção das que ainda não existem. Porém, antes de investir energia e recursos na construção de soluções tecnológicas digitais, deveríamos investir tempo, energia e recursos para conhecer, com profundidade, a cultura dos nossos ambientes de negócios e os seus pequenos processos, as pessoas que eles alcançam e as comunidades que os compõem e a construção mental das nossas equipes. Esse precisa ser o ponto de  partida. Depois vem a ferramenta.


Se não tivermos esse cuidado, podemos desenvolver campanhas de marketing, por exemplo, na expectativa de trazer mais clientes para uma loja e, como não trabalhamos o atendimento telefônico, a verificação de e-mails com um fluxo simples de resposta e categorização de demandas - ações bem elementares e que há muito deveriam fazer parte das boas práticas empresariais -, apenas jogaremos dinheiro fora e categorizaremos a campanha como fracassada ou a ferramenta usada como inútil. Ainda, desembolsaremos recursos na implementação de plataformas que simplesmente não serão utilizadas.


Assim, bem antes da decisão por dar um UP tecnológico com novas ferramentas para os nossos negócios, precisamos de um upgrade mental capaz de contemplar a compreensão de que, antes das ferramentas vem a cultura dos negócios.


Conhecer a nossa concepção analógica de organização de rotinas e tratamento de tarefas, relacionamento com o cliente e parceiros, interação internas e externas.


Isso nos ajudará a ver gargalos, descobrir potenciais não explorados, identificar situações, rotinas e processos a serem corrigidos, apontar caminhos que podem ser experimentados e aí, sim, abrir um leque de possibilidades de ferramentas tecnológicas que nos ajudarão em uma nova construção. Inclusive, nos fará ter consciência de que o século XXI nos escancara a realidade de que todos os negócios podem e devem construir seus próprios caminhos de transformação digital, não apenas os grandes e isso, na grande parte das vezes, nada tem a ver com aplicação de montanhas de recursos para ter a última moda tecnológica do mercado da inovação digital.


negócios transformação digital

2 visualizações

© 2018 SOCIALI.ME!

  • Facebook Sociali.Me
  • Twitter Sociali_Me
  • YouTube SocialiMe
  • Instagram - Sociali.Me!